terça-feira, 28 de abril de 2009

Companhia Nacional de Navegação

"Uma frota ao serviço da nação e do império, ligando Portugal a África, norte da Europa e ao Oriente"
Ilustração para um anúncio da Companhia Nacional de Navegação, de autor desconhecido, publicada no Anuário do Turismo Português, número 4, 1956.

Terminada a 2ª Guerra Mundial, o Governo português apostou na renovação e alargamento da marinha mercante (Despacho 100, de 10 Agosto de 1945 ). Entre 1944 e 1949 investe-se na renovação da frota. A CNN passa a realizar carreiras para S. Tomé e Angola, Moçambique, Índia, Macau e Timor e ainda, para os Estados Unidos, Argentina e Golfo do México.
Como consequência do despacho são encomendados o "Angola" e o "Moçambique", o "Lúrio" e o "Zambézia", o "Índia" e o "Timor". A linha da Índia e Extremo-Oriente, para a qual foram construídos o "Índia" (1951) e o "Timor" (1951), foi inaugurada a 3 de Abril de 1952. Nas três primeiras viagens o prejuízo foi da ordem dos 10.000 contos e daí para a frente veio sempre a aumentar, apesar da linha ser subsidiada. No ano de 1955 o conjunto da frota da CNN percorreu 716 022 milhas, transportando 118.253 passageiros e 579 953 toneladas de mercadorias.
A rota/itinerário do Oriente e meados da década de 1960...
Paquete Índia (imagem abaixo):
Lisbon, Port Said, Suez, Aden (optional), Singapore, Hong Kong, Macau, Dili, Singapore, Porto Amélia (optional), Nacala (optional), Moçambique (optional), Beira, Lourenço Marques, Lobito (optional), Luanda (optional), Lisbon.
Paquete Timor:
Lisbon, Port Said, Suez, Aden (optional), Singapore, Hong Kong, Macau, Dili, Singapore. Returned to Aden (optional) and via same ports to Lisbon.

Sem comentários:

Publicar um comentário