sexta-feira, 24 de abril de 2009

Cinco séculos em poucas palavras


Existem indícios do povoamento humano de Macau remontar a um período de quatro a seis mil atrás. Ainda assim, o seu desenvolvimento apenas se verificou com o estabelecimento dos portugueses, relativamente ao qual são geralmente os seguintes factos:
- A conquista de Malaca, em 1511, foi essencial ao prosseguimento da expansão até à China.
- Jorge Álvares e a guarnição do seu junco foram, em 1513, os primeiros portugueses a viajar por mar até à China.
- Tomé Pires foi o primeiro embaixador enviado à corte chinesa, em 1520.
- A frustrada iniciativa de 1552, liderada por Diogo Pereira, marca o fim da preponderância do Estado nas viagens à China, e a sua substituição pela dinâmica dos interesses mercantis privados.
- O tratado verbal celebrado em 1554, entre Leonel de Sousa e a autoridade marítima de Cantão, foi instrumento relevante na criação de condições para o estabelecimento estável dos portugueses no delta do rio das Pérolas.
- Os portugueses estabeleceram-se a título permanente em Macau no ano de 1557, isto é, há quase 500 anos.
- Este acontecimento foi favorecido pela conjugação dos interesses mercantis portugueses, japoneses e chineses contando, na ocasião, com a cumplicidade das autoridades chinesas locais e, pouco depois, com a distante e relutante tolerância da Corte Ming.
- Em 1987 Portugal e China acordaram que se encerraria em 1999 o ciclo histórico, iniciado em 1557, da sua administração do território de Macau.

Postal de 1953... o império em selos

Sem comentários:

Publicar um comentário