domingo, 3 de maio de 2009

Governador Joaquim Marques Esparteiro: 1951-1956


Tomou posse como gov. a 23 de Novembro de 1951, era capitão de mar e guerra. Antes, em 1924, já aqui estivera como militar da marinha.
Do seu tempo destaca-se os melhoramentos do Clube de Macau, a finalização dos arruamentos do aterro da Praia Grande (onde se iria construir o liceu, p.e.), o saneamento das finanças públicas, a dragagem do Porto Exterior, melhoramentos nas ilhas, a inauguração da estátua de Jorge Álvares, da autoria do escultor Euclides Vaz, a 16 de Setembro de 1954, a inauguração da primeira fase das obras do hospital S. Januário, a 10 de Junho de 1955. Tem o seu nome numa rua da Taipa.
Esparteiro saiu de Macau a 22 de Junho de 1956 e a 27 de Novembro desse ano tomou posse o seu sucessor, Pedro Correia de Barros, outro militar.
Nestes períodos de transição quem ficava à frente do território era o chamado Encarregado do Governo, uma espécie de número 2, previsto na lei para fazer face a estas situações e outras, como o impedimento súbito do Governador desempenhar o cargo.
28 de Janeiro de 1954: é inaugurado o edifício da Imprensa Nacional, pelo Governador Joaquim Marques Esparteiro, passando a Rua dos Prazeres a ser designada por Rua da Imprensa. Nacional

Sem comentários:

Publicar um comentário