quarta-feira, 27 de fevereiro de 2019

Aterros da Praia Grande e Porto Exterior: década de 1930

A primeira grande transformação da baía da Praia Grande começou com os primeiros aterros no início do século XX. Até então a orla costeira era contornada pela actual Av. da Praia Grande e ia desde a Calçada do Bom Jesus até à zona onde hoje está o Clube Militar, início da Estrada de s. Francisco. Esses aterros estenderam-se até à zona do Porto Exterior (imagem abaixo).
Em meados da década de 1930 - imagem abaixo - ainda decorriam os trabalhos. Do lado direito da imagem fica o local onde em Junho de 1940 foi colocada a estátua de Ferreira do Amaral e do lado esquerdo, no mesma altura, a estátua de Jorge Álvares. 
As primeiras construções só foram possíveis já na década de 1950 quando os aterros foram considerados consolidados. (clicar na imagem para ver tamanho maior)
Álvaro de Melo Machado descreveu assim a baía por volta de 1910:
"Está-se na avenida da praia grande, a curva naturalmente graciosa como poucas, que a bordo se avistou. A rua é larga; de um lado contornada por uma muralha contínua, onde as ondas vêm bater salpicando as árvores desenvolvidas e frondosas que a acompanham, e do outro por uma longa fila de casario onde se destacam a residência do Governador, o edifício das repartições públicas e algumas casas de arquitectura chinesa.(...) A cidade tem aqui um aspecto muito diferente. Acabou a aglomeração de gente e desapareceram as lojas e os toldos sujos; apenas alguns peões passam descuidadamente, um ou outro vendedor circula procurando atrair as atenções dos moradores ocultos e os jerinkshas particulares, puxados a dois culis em trajos coloridos, rodam silenciosamente e ligeiros no leito macio da avenida plana."

Sem comentários:

Publicar um comentário