segunda-feira, 27 de março de 2017

Uniformes Comissariado de Polícia de Macau: 1931

No B.O. n.° 14, de 1 de Abril de 1916, publica-se a Portaria n.° 52 que autoriza a admissão dos oficiais e praças que foram recolhidos das repartições dos serviços de polícia, para, sob as ordens do Administrador do Concelho (Comissário), constituir a secção do comissariado especialmente destinada à Polícia de Segurança. 
No B.O. n.° 15, de 10 de Abril de 1920, surge o novo regulamento do Comissariado de Polícia, que insere definitivamente a Polícia de Segurança no Comissariado da Polícia, definindo as missões gerais e a estrutura de topo do Comissariado.
Em Junho de 1931 é publicado no Boletim Oficial o Plano de Uniformes do Pessoal do Comissariado de Polícia de Macau.
Era constituído - Pessoal Privativo - por Chefes, sub-chefes, guardas (1ª, 2ª e 3ª classe), Auxiliares (1ª, 2ª e 3ª classes) e Agentes da Polícia Administrativa e Investigação Criminal.
Do Pessoal Militar faziam parte Oficiais, Sargentos, Cabos e Soldados.
O tecido dominante era a sarja e a cor o azul ferrete (quase preto). Existiam diferentes tipos. Os chefes, por exemplo, tinham 5 tipos de uniforme, de acordo com a época do ano e a ocasião (instrução, passeio, formaturas ou serviço).
 Barrete, trunfa (usada pelos guardas "menores") e capacete, este último igual ao usado no exército
 Fig. 9 e 10: dólman
Capote e  talim, cinturão, polainas e botas
 Distintivos de Graduação

Sem comentários:

Publicar um comentário