terça-feira, 24 de março de 2009

Porta (e não Portas...) do Cerco


Em 1574 foi levantada a Porta do Cerco. Os chineses receavam que os portugueses saqueassem o seu território e resolveram defender-se. Era aberta duas vezes por mês para que se procedesse à entrada e saída de bens. Tinha na sua parte superior residências para os guardas chineses. Anos mais tarde ruiu e foi reconstruída em 1674 ficando as residências num edifício anexo.
É aqui, nesta fronteira, que Macau se liga à China - 'por um cordão umbilical' chamado istmo da península. Até à década de 1980 passava-se literalmente por baixo deste arco para passar a fronteira. Hoje já não. Ainda assim, o arco ainda existe é é considerado Património Mundial da Unesco.

Sem comentários:

Publicar um comentário