quinta-feira, 19 de dezembro de 2019

Emissão numismática (moedas): Novembro 1999

Em Novembro de 1999 era lançada a segunda emissão de moedas comemorativas da transferência da administração de Macau de Portugal para a China.
A emissão comemorativa foi cunhada no Canadá pela Royal Canadian Mint e replicou o valor facial das moedas então em circulação no território - 10 avos, 20 avos, 50 avos (liga de latão), 01 pataca, 05 patacas e 10 patacas - e incluída como "novidade" de uma moeda de 2 patacas.
As moedas de 1, 2 e 5 patacas foram feitas em liga de níquel e as moedas de 10 patacas com uma coroa externa em liga de alumínio-bronze e um núcleo circular interior em níquel.
O reverso de todas as moedas comemorativas representa as insígnias da cidade, a legenda "Macau" em português e chinês e o valor facial em português e caracteres chineses.
 Numa face o símbolo do Leal Senado e na outra algumas 'imagens de marca' do território.

De acordo com o decreto-lei a cunhagem da emissão comemorativa estipulava que o anverso da moeda de 10 avos apresentasse o parque memorial de Sun Yat Sen e a representação de um aperto de mão simbolizador da amizade entre Portugal e a China, enquanto na moeda de 20 avos representava o convento do Precioso Sangue, a actual sede da AMCM, e na moeda de 50 avos um jacto-planador, um avião e a Ponte da Amizade.
No anverso da moeda de uma pataca está representado o Centro Cultural de Macau, na de duas patacas as Ruínas de S. Paulo e um carro de Fórmula 3 alusivo ao Grande Prémio de Macau e na de cinco patacas o Hotel Lisboa e dois cães alusivos às corridas de galgos.
A moeda de 10 patacas apresenta no anverso o palácio da Praia Grande, sede do governo de Macau.

Sem comentários:

Publicar um comentário