domingo, 7 de outubro de 2018

Ponte Macau-Taipa: desde 1974

Por despacho de 27 de Dezembro de 1968, do Ministro do Ultramar, foi autorizada a abertura de concurso público de adjudicação da ponte Macau-Taipa tendo então sido inscrita uma verba de 15.000 contos no II Plano de Fomento.
A 15 de Setembro de 1969 foram abertas as propostas das duas companhias concorrentes à construção daquela infraestrutura: a Companhia de Construções Che Lee Ltd e a empresa de Ho Yin. 
A 31 de Outubro de 1969 foi tomada a decisão de adjudicar a empreitada à empresa de Ho Yin, que cobrou ao Governo português um total de 14.823.395 patacas que correspondiam, ao câmbio da época, a 70.411.126,20 escudos.
 Com um prazo de 990 dias para construção, o contrato de adjudicação da obra foi assinado por Ho Yin e pelo então governador da província - general José Manuel de Sousa e Faro Nobre de Carvalho - no último dia do ano de 1969, um ano depois de ter sido autorizada a abertura do concurso para a construção da ponte.
O que viria a chamar Ponte Nobre de Carvalho, com 2.500 metros de extensão foi inaugurada a 5 de Outubro de 1974 tendo à época sido criada uma portagem de cinco patacas no lado da ilha da Taipa e que era cobrada aos automobilistas que efectuassem a travessia.
Só ao vim de 19 anos foi feita uma nova travessia do Rio das Pérolas a ligar a península de Macau e a ilha da Taipa. Foi o então primeiro-ministro, Cavaco Silva, em Abril de 1993 durante uma visita oficial a Macau, que presidiu à cerimónia de inauguração dos 4.414 metros da nova ligação, baptizada de Ponte da Amizade.
Uma terceira ligação - a Ponte Sai Van - foi inaugurada em 2005.

Sem comentários:

Publicar um comentário