quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

"Macau e os seus habitantes": final do século XIX (1ª parte)

"Macau e os seus habitantes" da autoria de  Bento da França foi editado em Lisboa em 1897. Nas primeiras páginas o autor explica a razão de ser da obra.
"A obra que apresento a publico é filha das observações feitas e apontamentos tirados durante cerca de quatro anos de permanência nas nossas possessões junto da China e da Oceania. Não tem grandes pretensões o trabalho, mas afianço que foi elaborado com amor e consciência, e creio achar-se aqui compendiado tudo de mais interessante e útil que possa importar aos que tenham interesse, ou tão somente curiosidade, em conhecer os nossos recursos e vida na antiga Cathay, ao que acresce fornecer bastas noticias sobre Timor, districto que, com o de Macau, constitue a nossa provincia ultramarina mais oriental.
Estive em terras portuguezas de alem mar, dou conta do que vi e das sensações experimentadas; d'est' arte julgo concorrer para que nos vamos todos familiarisando com os dominios coloniaes. Se vi mal e falseei as conclusões, talvez que os bons desejos de elucidar o publico dêem azo a que penna mais auctorisada me corrija os erros, estabelecendo a verdade. É sempre de vantagem ventilar estes assumptos. 
O plano do livro é este: Resumo da historia de Macau. Noticia geographica administrativa e política. Raças usos e costumes dos habitantes de Macau. Relações com Timor, dados sobre a ultima colónia. A primeira parte é extrahida de outra obra do audor, Subsídios para a historia de Macau, mandada publicar a expensas do ministério da marinha e ultramar em 1888. A segunda foi compilada de informações officiaes e varias rebuscas ; contém um documento curioso para os camoneanos. A terceira nasceu, principalmente, de observações (...) A quarta consta da matéria contida n'um folheto escripto por mim para a Bibliotheca do povo e das escolas, acrescentada com vários artigos que publiquei em differentes jornaes. Devo também prevenir os leitores de que, na terceira parte não tenho em vista descrever os costumes chinezes cm toda a sua interessante e complicada contextura, apresento apenas um pallido escorço do viver dos que habitam Macau. Como, todavia, a curiosidade de alguns se pode aguçar, permittam-me que lhes indique onde a poderão satisfazer. 
Afora outras de menor vulto, recommendâmos-lhes as seguintes publicações: 
Apontamentos de uma viagem de Lisboa á China e da China a Lisboa - Carlos José Caldeira.
Cartas da índia e da China - José Ignacio do Andrade.
Os chins de Macau - Manuel de Castro Sampaio, Hong-Kong, 1867.
La vida en el Celeste Império - Edoardo Toda, Madrid, 1887.
A China e chins - Henrique G. R., Lisboa, Montevideu, 1888.
A traveis la Chine - por Rousset.
Ten years in China - J. Thompson.

 


Sem comentários:

Publicar um comentário