terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Guia "Hong Kong & Macao" da BOAC

A BOAC, British Overseas Airways Corporation, foi Companhia de aviação de bandeira do Reino Unido. Surgiu com a fusão da British Airways Ltd. e da Imperial Airways em 1939. Em 1974 encerrou a sua actividade ao fundir-se com a British European Airways.
Na década de 1970 a rota para o Oriente era assegurada, entre outros, pelo Boeing 707-436 Intercontinental (no aeroporto de Kai Tak em Hong Kong, na imagem). Já havia filmes e música bordo (custava um extra de 2,5 libras). Existiam 3 voos semanais de Londres para Hong Kong (3ªs, 4ªs e sábados). O voo KF752 partia às 17 horas de Londres à terça-feira, passava por Atenas, Teerão e Nova Deli e chegava à então colónia britânica às 20h40 do dia seguinte. No total eram cerca de 16 horas de viagem.
O Boeing 707 foi um dos primeiros aviões comerciais a jato e com este modelo a marca norte-americana passou a ser a maior fabricante de aviões comerciais do mundo. A primeira linha aérea a operá-lo foi a Pan Am em 1958. O aparelho tinha um alcance de10.659 km, uma velocidade de cruzeiro de 815 km/h, e capacidade para transportar até 202 passageiros. Deixou de ser produzido em 1978 mas os Boeing que se seguiram (727, 737 e 747) utilizaram muito da tecnologia do 707 que foi também o avião do presidente dos EUA (Air Force One).
Este folheto turístico dedicado a "Hong Kong e Macao" é dos primeiros anos da década de 1970. O território é apresentado como "a two-square-mile pensinsula" e "the oldest remaining European settlement in the Far East" tendo a aparência "of a charming Mediterranean resort".
O guia tem um breve resumo histórico sobre as origens de Macau, indica que a população é de 270,000 habitantes ("97% are Chinese) e que a economia vivia essencialmente do jogo, turismo e das indústrias do fabrico de móveis (teca e cânfora), cigarros, incenso, fósforos e panchões.
Entre os locais a visitar destaque para: porta do cerco, ruínas de S. Paulo, fortaleza do monte, templos chineses (muito melhores do que em Hong Kong, segundo o folheto), gruta de camões, canal dos patos, etc... Quanto a sugestões de estadia apresenta-se o hotel Lisboa ("newest and the most luxurious) e a Pousa Macau (Macau Inn). O folheto tem também dois anúncios. Um é do Turismo de Macau cujo mote é "First gateway to the Orient. When you visit the Far East, stay over in the wonderful Macau. No tour of the Orient is completed without it." O outro anúncio é do hotel Lisboa (inaugurado em Fevereiro de 1970) sob o mote "You can't lose". Mas a oferta não se fica pelo jogo. Para além do casino, tem 300 "quartos de luxo", 10 restaurantes (internacionais), sauna, massagens, galeria comercial, etc...
Como para chegar a Macau o turista vem de Hong Kong sugerem-se duas alternativas: "the quickest way by hydrofoil (75 min) e "the most interesting by ferry (3 hrs)".

Sem comentários:

Publicar um comentário