quinta-feira, 19 de abril de 2012

Monsenhor Manuel Teixeira: o 'mordomo' do território

Monsenhor é um título eclesiástico de honra conferido aos sacerdotes da Igreja Católica pelo Papa. O título normalmente é abreviado como "Mons." O monsenhor não tem uma autoridade canônica maior que a de qualquer. Só se distingue de um padre comum pelo título honorífico.
Monsenhor Manuel Teixeira na sala de trabalho e de desacanso no Seminário de S. José.
Fotografado para a National Geographic de Novembro de 1992.
Mons. M. Teixeira escreveu mais de 100 livros sobre os portugueses no Oriente com especial enfoque em Macau onde viveu 77 anos. Era uma espécie de 'mordomo' do território para os visitantes estrangeiros que procuravam algo mais que uma estadia turística.
Sobre ele, a sua vida e a sua obra, recomendo "O homem e a obra", elaborado a propósito de uma exposição realizada em Lisboa.
Mons. M. Teixeira tem uma rua com o seu nome em Miraflores, Algés (Oeiras). Falta em Macau. Para assinalar o centenário o Instituto Internacional de Macau vai editar um livro sobre a sua vida e obra. O Museu do Oriente organiza uma conferência a 23 de Maio. Há poucos dias, o IIM e o IPOR organizaram sessões de evocação em Macau.
O Centro Científico e Cultural de Macau em Lisboa tem à guarda o espólio de M. Teixeira. Inclui mais de 3 mil livros e centenas de fotografias e demais documentos.
Coordenação de textos e direcção de edição de Beatriz Basto da Silva.
Edição: Missão de Macau em Lisboa e Instituto Cultural de Macau. 1999

Sem comentários:

Publicar um comentário