quinta-feira, 1 de agosto de 2019

In the Land of Pagodas

In the Land of Pagodas: A Classic Account of Travel in Hong Kong, Macao, Shanghai, Hubei, Hunan and Guizhou é o título do livro - literatura de viagem - da autoria de Alfred Raquez. A edição e tradução é de 2016 e pertence a  William L. Gibson e Paul Bruthiaux.
Em boa hora, Gibson e Bruthiaux resolveram traduzir e editar esta obra esquecida de Joseph Gervais (1865-1907), escritor, viajante e fotógrafo. Trata-se de um relato pelo sudeste asiático feito na primeira pessoa no final do século 19 onde o autor viveu durante oito anos. A história passa-se na China em 1898. Um tempo de guerra, intriga e crescente poder estrangeiro no império do Meio. O protagonista é um francês fugitivo com a perspicácia de um jornalista. Alfred Raquez vai da Indochina para Hong Kong, Macau e Cantão antes de se juntar a um grupo de empresários obscuros de Xangai...
Edição original: Au Pays des Pagodes. Notes de Voyage, Hongkong, Macao, Shanghai, Le Houpé, Le Hounan. Shanghai: La Presse Orientale, 1900



China, 1898: a time of war, intrigue and growing foreign power. Onto the scene comes a Parisian fugitive with a gifted pen and a journalist's eye. Alfred Raquez, a self-proclaimed "explorer without a mission", drifts from Indochina to Hong Kong, Macao and Canton before falling in with a group of shady entrepreneurs in Shanghai with interests far up the Yuan River. In short order, Raquez sets off on a rollicking voyage into the heart of the lawless Miao-country, pen and camera in hand, far beyond the reach of Peking's court and its ruling Empress Dowager. The result is a richly recorded adventure through fin-de-siecle China told from the perspective of a wandering French boulevardier and in a startlingly fresh voice. The first English translation from the French of a long out-of-print and sorely neglected work, In the Land of Pagodas offers scholars and students new and unexpected historical insights into the ferment of 1890s China. In its narration it also reveals much about the derring-do and startling hypocrisy of the colonial enterprise. At the same time, this is a tale that will fascinate all readers, taking them on a picaresque journey that is as much Moulin Rouge as it is Heart of Darkness.

Alfred Raquez é o nome literário de Joseph Gervais, um aventureiro e viajante do século 19. Nascido em 1863 em Dunquerque, no norte da França, trabalhou como advogado antes de ter que fugir do país, falido e sob um mandado de busca. A Indochina, onde chegou em Junho de 1898, tornou-se o berço de sua segunda vida. O livro reúne os artigos que ele publicou numa revista francesa enquanto viajava pela Ásia, passando por Hong Kong, Macau, Xangai e várias cidades do sul da China, com experiências que variavam de uma excursão às 3 da manhã até o pico de Hong Kong, banquetes à mesa de um mandarim e uma exploração das minas de mercúrio de Guizhou.

Sem comentários:

Publicar um comentário