segunda-feira, 9 de abril de 2018

Obras do arquitecto Raúl Chorão Ramalho


Raúl Chorão Ramalho (1914- 2002) foi um arquitecto português que se destacou na geração de arquitetos modernistas em Portugal no período posterior à 2ª Guerra Mundial. Deixou obras construídas em Portugal Continental, Açores, Madeira, Macau e Brasil.
Frequentou o curso de Arquitectura na Escola de Belas-Artes de Lisboa e a Escola de Belas-Artes do Porto, que conclui em 1947. Entre 1942 e 1945 trabalhou com os arquitectos Paulo Cunha e Carlos Ramos, trabalhou nos Serviços de Urbanização da Câmara Municipal de Lisboa (com Faria da Costa e Keil do Amaral) e na Direcção Geral dos Serviços de Urbanização do Ministério das Obras Públicas. A partir de 1945 trabalhou em regime de profissão liberal.
Foi membro fundador do ICAT: Iniciativas Culturais, Arte e Técnica em 1946, ano em que participou na I Exposição Geral de Artes Plásticas, Lisboa (fez parte da comissão organizadora das exposições posteriores e participou nas mostras de 1947, 1948, 1951). Participou no I Congresso Nacional de Arquitectura (1948) e teve intervenção activa no Sindicato Nacional dos Arquitectos. Em 1950 abandonou o urbanismo para se centrar na arquitectura. Foi eleito Membro Honorário da Associação dos Arquitetos Portugueses em 1994 e recebeu o Prémio de Arquitectura AICA-Ministério da Cultura em 1997.

Projectada em 1963 pelo arquitecto Chorão Ramalho, a Escola Comercial Pedro Nolasco constitui uma das obras mais relevantes da arquitectura modernista de Macau. 
Sobre este edifício inaugurado a 28 de Maio de 1966, José Manuel Fernandes diz tratar-se de uma "Obra notável pela utilização de volumetrias articuladas entre si, com jardins, pátios e recreios, e também pela utilização de grelhas de ventilação adequadas ao clima local (1963-69: com painel de esgrafitos sobre mármore, de Luísa Fernandes). Funciona actualmente no espaço a Escola Portuguesa de Macau. Há muito que o edifício merecia ser classificado por forma a ser devidamente preservado.
Chorão Ramalho assinou os seguintes projectos em Macau:
Infantário Avé Maria, Estrada de Cacilhas (1963/70); Escola Comercial Pedro Nolasco, (1963/1966) - imagens acima - Av. Inf. D. Henrique; Torre de Habitação para Funcionários Municipais, Av. Sidónio Pais (1962/67); conjunto de "Casas Económicas" na Ilha Verde (1961/62); "casas para funcionários superiores", Av. Coronel Mesquita (1961/62).

Sem comentários:

Publicar um comentário