sábado, 28 de julho de 2018

Macau no Boletim da Sociedade Luso-Africana do Rio de Janeiro

A Sociedade Luso-Africana do Rio de Janeiro foi fundada a 22 de Maio de 1930 e um dos seus primeiros projectos foi este boletim com o qual pretendia dar a conhecer aos portugueses do continente americano, e em especial do Brasil, as colónias portuguesas espalhadas pelo mundo. Tinha como subtítulo "Pela Raça, Pela Língua" e publicou-se entre 1931 e 1939.
Logo no segundo número da publicação - Maio de 1932 - surge um artigo de 3 páginas sobre Macau assinado "pelo capitão-tenente Jayme do Inso."
Nesse mesmo número surge uma anúncio às obras de Jaime do Inso
No número 5 (Abril-Junho de 1933) Macau volta a estar em destaque com dois artigos: o primeiro ocupa duas páginas apenas com fotografias e respectivas legendas; o segundo tem 6 páginas e intitula-se "Macau Terra da doce saudade", da autoria de Edgar Allen Forbes. Trata-se da tradução de um artigo publicado um ano antes na National Geographic Magazine.

Na edição nº 6 - Julho a Setembro de 1933 - Macau volta às paginas da publicação com uma foto da Farol da Guia a ocupar toda a área da página dois.
A edição nº 9 - Abril a Junho de 1934 é um "Número Especial comemorativo da Primeira Exposição Colonial realizada no Porto" nesse ano. Macau surge no artigo "O problema do oriente português" assinado por Jaime do Inso. A exposição voltará a ter destaque no número 12 (Janeiro a Março de 1935).
No nº 15 - Outubro a Dezembro de 1935 - numa página inteira surgem 6 fotografias de Macau e respectivas legendas. E o mesmo vai acontecer na primeira edição do ano de 1936 - nº 16/17.
1935 (acima) 1936 (abaixo)
Curiosidade: Em 1937 é publicado o artigo "A Colónia Portuguesa de Xangai", da autoria de Carlos Jacinto Machado.



Sem comentários:

Publicar um comentário