quinta-feira, 3 de maio de 2012

IIM: Prémio Identidade 2012

O Prémio Identidade 2012 do Instituto Internacional de Macau foi atribuído após deliberação tomada, por unanimidade, pelos seus órgãos sociais, ao Lusitano Club de Hong Kong. O Prémio Identidade do IIM, instituido em 2003, visa premiar as obras realizadas em prol da defesa dos valores de Macau, do apoio social e cultural e do papel desenvolvido no estabelecimento de uma definição macaense.  
O Lusitano Club de Hong Kong  foi a primeira Casa de Macau criada no exterior. Fundado em 1865, o Club Lusitano nasceu da vontade de várias dezenas de portugueses e macaenses que trabalhavam para a administração do território vizinho, com especial destaque para o papel desempenhado por dois dos mais bem sucedidos imigrantes, J. A. Barretto e Delfino Noronha, de quem partiu a ideia de criar um clube que representasse uma comunidade que ia cimentando o seu lugar na sociedade de Hong Kong. O Lusitano Club foi inaugurado no dia 17 de Dezembro de 1866. Um dos momentos mais nobres do Lusitano foi a sua transformação em sede das companhias portuguesas de Voluntários, perante a ameaça de invasão japonesa de Hong Kong, e, quando esta se concretizou no dia de Natal de 1941, em centro de acolhimento de refugiados portugueses, antes da sua evacuação para Macau, um dos raros locais na Ásia que escapou aos movimentos do exército nipónico.
à entrada da actual sede do Club Lusitano
Hoje, o Lusitano deve muito da sua pujança aquele que foi, sem dúvida, o mais influente dos seus  residentes, Arnaldo de Oliveira Sales, eleito para o cargo em 1967. Oliveira Sales, um dos recipientes do Prémio Identidade do IIM, que desempenhou inúmeros cargos de relevo na administração, como o de presidente do Urban Council de Hong Kong onde, a partir de 1967, lançou as reformas que permitiram ao Lusitano ser aquilo que hoje é: um dos clubes de comunidade mais sólidos do Mundo. 
O Clube constituiu sempre um símbolo de referência para a comunidade macaense que ajudou na edificação daquela antiga colónia britânica tendo contribuído, de forma empenhada, nas lides do seu governo, na criação de instituições de ensino, na vida empresarial, nas múltiplas manifestações desportivas e até na sua defesa territorial. Pelas marcas indeléveis que essa comunidade deixou escritas com sangue e suor na História contemporânea e para que esse mérito se perdure na memória e não caia no oblivio dos que lhe devem respeito e reconhecimento, o IIM quis homenagear o Lusitano Club de Hong Kong com o Prémio Identidade deste ano. 
Texto do IMM

Sem comentários:

Publicar um comentário