sexta-feira, 1 de maio de 2015

Recenseamento Militar de 1938: ressalva definitiva

Documento de "Ressalva Definitiva" datado de 21 de Junho de 1938 relativo ao Recrutamento Militar local desse ano informando que se encontrava "livre do recrutamento para o serviço militar" um cidadão macaense, Luiz Manhão, estudante, de 18 anos. O documento é assinado pelo chefe do distrito de recrutamento local. 
Só na década de 1930 foi criado o recrutamento militar local. Mais precisamente em Setembro de 1935 em que estes serviços passam a estar a cargo do quartel general do Distrito de Recrutamento e Reserva e dos Consulados de Portugal na China. Em 1937 estes serviços passam a ser assegurados pela Secção de Reformados sendo o comandante o Tenente Refº António Lopes da Silva (que assina o documento na imagem)
 As tropas estacionadas no território, na maioria oriundas do exército, eram enviadas de Portugal e de outras colónias ou províncias ultramarinas (a designação varia consoante a época) como Angola ou Moçambique.
Nota: texto escrito a partir de dados do livro "Unidades Militares de Macau", de A.A. Azenha Cação, GFSM, 1999.

Sem comentários:

Publicar um comentário