terça-feira, 13 de março de 2012

Exposição: Fausto Sampaio e Herculano Estorninho

"Uma vez mais, Macau reuniu dois Artistas, cujas obras se destacaram na fixação de motivos macaenses através da sua pintura: o metropolitano Fausto Sampaio (1893-1956) que ali passou alguns meses em 1936, em viagem adrede feita, no prosseguimento do seu labor predilecto de transmitir, em tela, os acepctos mais típicos das terras e gentes do multi-secular Ultramar português; e Herculano Estorninho (1921-1994) macaense de gema ali radicado, sorvendo permanentemente o húmus do Solo que lhe serviu de berço, transmitindo-o em aguarelas e óleos, desde os seus quinze anos de idade. Ambos procuraram dar-nos, através da sua arte, nos seus respectivos estilos e vivências em toda a pujança de tons e de cores, como viram e sentiram a vida quotidiana da "Cidade do Nome de Deus na China", com seus pagodes e templos, suas ruas e travessas, sua faina marítima única, sua mistura do oriente e do ocidente.
O primeiro e único encontro físico destes dois pintores verificou-se quando Fausto Sampaio estava no apogeu da sua Arte e Fama, quando Herculano Estorninho, ainda rapaz, ensaiava os seus primeiros exercícios liceais de pintura. Encorajado por Sampaio a prosseguir, Herculano Estorninho vem-nos dando, sobretudo a partir dos anos 60, a sua maneira de sentir, de viver e de amar a sua terra natal.
Tendo em comum a identidade de tema quer macaense quer timorense, embora esta identidade se encontre separada no tempo, a presente mostra reúne pela vez terceira, os dois pintores de Macau, um metropolitano e outro macaense, tendo deste vez Macau por pano de fundo.
Lisboa, 18 de Março de 1983"
In catálogo da exposição que teve lugar na Casa de Macau em Lisboa entre 22 e 29 de Março de 1983; cedido por Zito Estorninho.
PS: Fausto Sampaio (os dois quadros que mostro são da sua autoria) tinha um irmão em Macau, Carlos Sampaio, que era Chefe da Repartição dos Serviços de Administração Civil; hoje em dia, julgo que uma neta vive em Macau.

Sem comentários:

Publicar um comentário