segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Macau e o Jardim botânico Tropical

Classificado como Monumento Nacional, o Jardim Botânico Tropical situa-se em Lisboa, na zona de Belém, junto ao Mosteiro dos Jerónimos. Ocupa uma área de cerca de 7 hectares - com cerca de 600 espécies vegetais oriundas de todo o mundo -  e foi criado em 1906  no âmbito da organização dos serviços agrícolas coloniais e do Ensino Agronómico Colonial no Instituto de Agronomia e de Veterinária, tendo-se denominado então Jardim Colonial. Não obstante estar aberto ao público e merecer de facto uma visita, o espaço já ostenta sinais claros de degradação.

A Exposição do Mundo Português (1940) ocupou grande parte do jardim com a Seção Colonial dando origem a estruturas como o edifício da Casa Colonial, com painéis de azulejos de temática colonial, o antigo Restaurante Colonial, o Pavilhão das Matérias-Primas e o Arco de Macau que dá entrada ao Jardim Oriental. Nesta zona, que faz lembrar o jardim Lou Lim ioc em Macau, encontra-se um pequeno pavilhão de estilo chinês e uma reprodução da gruta de Camões, muito parecida com a existente em Macau, incluindo um busto do poeta e a reprodução de cantos d'Os Lusíadas.
Da exposição de 1940 ficaram ainda no jardim 14 bustos africanos e asiáticos do escultor Manuel de Oliveira, dois painéis de madeira em baixo-relevo do escultor Alípio Brandão, expostos no átrio do Palácio da Calheta. Tudo a precisar de obras e conservação e restauro urgentes. A entrada custa dois euros. Em baixo uma planta do jardim estando assinalado no círculo vermelho o Jardim Oriental.

Sem comentários:

Publicar um comentário