quinta-feira, 20 de junho de 2013

Visita do Ministro do Ultramar: Verão de 1952

Dois arcos comemorativos: na avenida Dr. Oliveira Salazar (mais tarde av. da Amizade) e na San Ma Lou/av. Almeida Ribeiro. "Bemvindo" é a única expressão em português (e não está correctamente escrito) nestes arcos. 
Fotos da revista NG publicadas em Maio de 1953 (cedidas por JD).
A primeira viagem de um ministro do Ultramar a Macau foi um acontecimento único na época. Foi a mais importante figura do Estado português a visitara Macau até então. O facto ficou registado em diversos livros, jornais, revistas, filmes/documentários. O ministro visitou ainda o Estado da Índia e a Timor.

Sarmento Rodrigues no Depósito de Material de Guerra (Fort. do Monte) e na escadaria do Liceu ao Tap Seac
Sarmento Rodrigues (em 1º plano nesta imagem) esteve em Macau de 18 de Junho a 1 de Julho de 1952 da qualidade de ministro do Ultramar mas a primeira passagem pelo território aconteceu em 1927 numa comissão militar.
Na imagem acima (Praia Grande) pode ver-se (em baixo/à direita) um dos arcos comemorativos de boas vindas. Este estava situado no final da então denominada av. Dr. Oliveira Salazar, mesmo frente ao recém inaugurado tribunal.
Na sua edição de 24 de Junho (Dia de Macau) o Diário de Lisboa dá conta da visita através de um telex da agência de notícia Lusitânia (a primeira em Portugal, criada em 1944).
 
 Principais factos da visita (por ordem cronológica):
- inauguração da piscina municipal
- reabertura do Clube Militar
- romagem à gruta de Camões e banquete no Palácio do Governo
- visita às ilhas com inauguração das centrais eléctricas  (a electricidade chega à  Taipa e Coloane)
- peça de "auto-china" (teatro) e dança do dragão e leão
- comemorações do dia da cidade e visita aos bairros de refugiados de Xangai
- homenagem ao ministro no Senado pelo Círculo de Cultura
- visita a escolas, hospitais, clubes, instituições incluindo a 'inauguração' do Edifício das Repartições", concluído um ano antes.
- fica decidido o início das obras dos novos edifícios da Imprensa Nacional Oficial e do Hospital do Governo, o que viria a acontecer no final desse ano; deram-se ainda passos decisivos quanto ao novo edifício do Liceu (o primeiro feito de raíz), que viria a ver a luz do dia em Outubro de 1958.
- criação do Arquivo Geral da Província de Macau.
- a biblioteca pública passou a estatuto de nacional.
- fundação da Academia de Música.
- fixaram-se os feriados municipais de Macau e ilhas.
- avança-se com estudos para a construção de um campo de aviação no Porto Exterior.
- decide-se que partir de 1953 todas as receitas do jogo e das lotarias serão destinadas em exclusivo à assistência pública.
Arco comemorativo na ponte-cais do Porto Exterior

“No segundo dia da estadia em Macau do Senhor Ministro do Ultramar um notável acontecimento se registou: foi a inauguração festiva da Piscina Municipal, acto a que presidiu o ilustre membro do Governo Central. A Piscina Municipal, velha aspiração da população desta província, é uma obra de vulto que marca de forma iniludível o acentuado progresso de Macau. (…) A festa inaugural realizou-se às 9.30 horas da manhã. Pouco antes, mais de cinco mil pessoas encheram a esplanada e as bancadas destinadas ao público. A Piscina Municipal foi construída na antiga Alameda Vasco da Gama, a qual confina pelo lado da entrada principal com a Avenida Vasco da Gama e por detràs das bancadas com a Estrada da Vitória. Um conjunto de edificações modernas são destinadas à tribuna e bancada para espectadores, vestiários, chuveiros e instalações sanitárias as quais ocupam duas frentes. Na entrada principal há dois amplos salões destinados a restaurante e bar, e do lado esquerdo da bancada a casa das máquinas e a piscina para crianças com areal anexo. No centro fica a piscina grande que tem 50 metros de comprimento por 25 de largura, com pranchas e tôrres para saltos."  
in David  Barrote (coordenação) – A Visita do Ministro de Ultramar a Macau em Junho de 1952. Edição da Repartição Central dos Serviços Económicos, Secção de Propaganda, 1952
O cortar a fita simbólica que vedava a entrada principal foi feito pela Dona Margarida Guerra Junqueiro Sarmento Rodrigues, executou-se o Hino Nacional por uma banda musical e depois dos discursos, realizou-se um festival de natação organizado pelo semanário “O Clarim“, sob o patrocínio do Leal Senado.
Esta é a imagem (do anuário de 1950) da maqueta da Piscina na antiga Avenida Vasco da Gama. Com a construção do Hotel/Casino Estoril, que ocupou a parte da frente, a entrada para a piscina passou a ser efectuada pela Estrada da Vitória.
Dedicado a Sua Exa. o Ministro do Ultramar Comandante Manuel Maria Sarmento Rodrigues. Comemorando a sua visita oficial a Macau. Editada e Publicada pela Imprensa Chinesa de Macau. Tipografia Soi Sang Printing Press. Macau. MCMLII. Inclui 2 mapas desdobráveis e inúmeras imagens. Em português e chinês.











Sem comentários:

Publicar um comentário