quarta-feira, 16 de março de 2016

Vasco da Gama: primeiro a avenida e depois a estátua

A propósito da notícia por estes dias de que a nau Esmeralda que fazia parte da armada da segunda viagem à Índia, localizada em 1998 em Omã, estudada desde 2013 e agora revelada, ocorreu-me um sem número de curiosidades. A primeira, estando em Portugal, é evocar o sempre esquecido Aquário Vasco da  Gama (em Algés), depois as duas grandes torres que no Parque das Nações receberam o nome das naus S. Gabriel e S. Rafael, e ainda no mesmo espaço, a chamada torre Vasco da Gama, há uns anos transformada em hotel. Isto, claro, sem esquecer a segunda travessia sobre o tejo na zona de Lisboa, a Ponte Vasco da Gama.
Macau já teve uma avenida Vasco da Gama (inaugurada em 1898) mas que depois mudou de nome e é hoje um troço da Sidónio Pais. Da evocação de Vasco da Gama no território, resta um busto inaugurado em 1911 num jardim com o mesmo nome. 
Esta medalha de 20 de Maio de 1998 da Capitania dos Portos de Macau assinala o V Centenário da Chegada da Armada de Vasco da Gama à Índia. A nau é a S. Gabriel.

Sem comentários:

Publicar um comentário