segunda-feira, 24 de maio de 2010

Jardim-Miradouro Laurinda Marques Esparteiro

Jardim-miradouro Laurinda Marques Esparteiro, esposa do governador Joaquim Marques Esparteiro (1951-1956), foi construído entre 1954 e 1955. Era conhecido pela existência de uma cruz no miradouro situado no topo. Em 1956, o Concelho das Ilhas deliberou denominar o miradouro de "Dra. Laurinda Marques Esparteiro". Na imagem dois postais do início da década de 1960.
Joaquim Marques Esparteiro (Mouriscas, 28 de Janeiro de 1895 - 1976). Oficial da Marinha, governador de Macau. É irmão de António Marques Esparteiro, também um notável oficial da Marinha.
Frequentou a Escola Naval e depois a Universidade de Coimbra onde se formou em Matemática. Foi também professor de Balística, Cálculo e Mecânica. Em 11 de Abril de 1953 foi promovido ao posto de contra-almirante.
Comandou a canhoeira Pátria, o tropedeiro Mondego, os avisos Gonçalo Velho e Gonçalves Zarco. Comandou a esquadrilha de contratorpedeiros nas manobras militares de 1938.
Foi chefe do Departamento Marítimo de Moçambique (1943-1948); director do Instituto Superior Naval de Guerra (a partir de 9 de Novembro de 1948 e novamente a partir de 16 de Janeiro de 1957); Subchefe de Estado-Maior Naval (1951) e Governador de Macau (1951-1956).
Condecorações: medalha de prata do Socorro a Náufragos, de ouro de Comportamento Exemplar, de Mérito Militar de 1.ª classe; comendas da Ordem de Santiago e da Instrução Pública, grã-cruz da Ordem de Avis e a Ordem de Mérito Naval de Espanha.
No âmbito da sua profissão publicou muitos estudos e manuais técnico-navais.
Em 12 de Setembro de 1951 assume o cargo de governador de Macau tarefa que desempenhará até 28 de Fevereiro de 1956.
Macau não é uma realidade desconhecida para o novo governador. Entre 1921 e 1924 Joaquim Marques Esparteiro servira no território como comandante da canhoneira Pátria, e nesse tempo conheceu pela primeira vez as complexidades da realidade regional.
A nomeação data de 12 de Setembro de 1951 e a tomada de posse no Ministério do Ultramar é em 8 de Outubro do mesmo ano. Toma posse efectiva do cargo em Macau em 23 de Novembro de 1951.
No tempo do seu governo fazem-se melhoramentos no Tribunal da cidade na Sala Recreativa da Polícia, inaugura-se a Central Eléctrica da Taipa e um busto de António de Oliveira Salazar no Senado. Inicia-se também a construção do bairro junto à Praia Grande, uma obra há muito planeada mas que só então foi possível concretizar.
Atribui-se-lhe também o equilíbrio das finanças, o aumento da assistência e social. Foi durante o seu governo que se deu a abertura de novas artérias e a construção do mercado de San Fa Un, bem como a inauguração da primeira fase do hospital Conde de S. Januário e da escola Luís de Camões. Na área das comunicações também se verificaram progressos com a dragagem do Porto Exterior e o estabelecimento de comunicações radioeléctricas com a Inglaterra, Estados Unidos, Japão, Filipinas e Formosa, do mesmo modo se verificou um desenvolvimento dos correios, telégrafos e telefones especialmente com a abertura da nova Estação Central na Taipa.
Uma das tarefas mais delicadas de que se teve de ocupar foi a resolução do conflito nas fronteiras.
In "Marinheiros Ilustres Relacionados com Macau", Manuel Teixeira, Macau, Centro de Estudos Marítimos, 1988
NA: para mais informações sobre o Governador Marques Esparteiro utilizar motor de pesquisa.

Sem comentários:

Publicar um comentário